26 de jul de 2007

COMO SELECIONAR UM DESIGNER DE INTERIOR

Como selecionar um Designer de Interiores. - 20/07/2007

Antes de selecionar um Designer de Interiores perca um tempinho e pense um pouco sobre o que você espera dele e sobre suas necessidades. O primeiro passo nesse processo é considerar algumas questões sobre o projeto que, com certeza, um Designer de Interiores formulará a você. Confira:Para quem o espaço está sendo criado?
É uma obra nova ou reforma?
Quais as medidas do espaço alvo do trabalho?
Que atividades serão realizadas ali?
Quanto tempo você planeja ocupar desse espaço?
Qual o seu cronograma de execução do projeto?
Qual o orçamento disponível?
Que imagem você espera projetar para aquelas pessoas que visitam esse espaço (caso de ambientes comerciais)?
E não se esqueça de considerar os aspectos positivos e negativos que você sente em relação ao espaço ou ambiente que será modificado. Tudo bem, se você estiver se sentindo um pouco perdido com essas perguntas, pois o Designer de Interiores contratado vai te conduzir nesse processo.
Tenha em mente que quanto mais informações você fornecer mais bem sucedida será a ação do profissional na direção de atender seus desejos e necessidades.
Para comunicar suas referências estéticas e funcionais você deve usar recursos diversos como fotos, recortes de revistas, catálogos etc.
O segundo passo é entrevistar o Designers de Interiores para definir qual será contratado. Fale com mais de um profissional para que você se familiarize com diferentes personalidades, estilos e métodos de trabalho. Solicite propostas de trabalho. (Atenção: propostas não são idéias de como o Designer de Interiores vai solucionar o seu projeto. Isso só vai acontecer depois que ele estiver contratado. Aqui, as propostas referem-se às condições de trabalho de cada um deles).
Use esse contato para passar para o Designer de Interiores suas idéias sobre o projeto. Lembre-se que você vai trabalhar muito próximo desse profissional, dessa forma será fundamental que exista entre ambos uma afinidade e que ele vai ouvir suas necessidades e sugestões com cuidado e atenção. Peça ao Designer de Interiores o seu portfólio e uma lista de clientes e referências para que você cheque pessoalmente as informações. Avalie a formação, o treinamento, a experiência e as entidades das quais faz parte o profissional.Se o profissional vai cuidar da execução do projeto, peça informações detalhadas sobre a sua capacidade em gerenciar obra e equipes. Discuta a responsabilidade que o profissional tem em relação a cumprir prazos combinados e estabeleça procedimentos para a comunicação de todas as ocorrências durante o andamento de trabalho. Agora você está pronto para discutir a estrutura de honorários do profissional. Acima de tudo, busque profissionais que demonstram criatividade e talento.O terceiro passo é contratar o Designer de Interiores. Compare as propostas recebidas. Não baseie a sua decisão apenas em preço. Considere as diferenças de cada proposta, o nível de envolvimento e relacionamento do profissional. Assine um contrato, que deve ser claro quanto à descrição dos serviços, cronograma e responsabilidades de ambas as partes. Depois da contratação é hora de detalhar as necessidades e objetivos do projeto. Você vai dividir idéias e o profissional vai compartilhar recomendações e sugestões, bem como, formular conceitos e ajudar a compreender o processo de criação e ajudar a visualizar soluções. Quanto vai custar o projeto?Isso depende do que você quer e espera do projeto. Algumas variáveis definem os custos: área, complexidade de soluções estéticas e funcionais, qualidade dos produtos especificados e tempo exigido para conclusão. O orçamento deve ser uma ação compartilhada entre o cliente e o profissional.

VIA: www.abd.org.br

Nenhum comentário: