27 de out de 2007

As cores da moda para 2008

Nostalgia e diversão marcam as futuras coleções de moda neste ano. Para o verão, cores vivas, em harmonia com tons neutros, como o cinza, ou suavizadas com tons pastéis, enfeitam as mais diversas padronagens.
Por Harley Alves


Repare bem nas fotos antigas que você tem em casa, porque é na moda de verões passados que as coleções de 2008 estão sendo inspiradas. Tonalidades vivas e cores que fizeram a cabeça de beldades de outras gerações surgem com toda a força para mostrar que os bons e velhos tempos voltaram. Amarelo, laranja, vermelho, azuis-aquáticos, pink e verde-maçã são cores essenciais na temporada que está por vir.
A nostalgia é quem dá ritmo à moda do próximo verão. Os anos 60, 70 e 80 influenciaram muito a cartela de cores nesta temporada de calor. Tons pastel, açucarados, cores vivas, toques néon, neutros escuros e envelhecidos que, somados aos muitos efeitos metalizados, mostram a força dessas décadas como referência de moda. Além desse festival de coloridos, destaque para o crescimento do interesse pelas cores neutras ou chamadas ausência de cor. Tonalidades inspiradas em paisagens da natureza ou cenários urbanos fazem o contraponto à gama mais exuberante e alegre dessa temporada.
Essas foram as idéias apresentadas para o verão 2008, na 29ª Edição do Senac Moda Informação. O evento realizado no último dia 20 de março, em São Paulo, apresenta a pesquisa realizada pelos consultores do Senac em cidades como Paris, Nova York, Londres e Barcelona.
Entre a previsão dos analistas e a passarela, longos passos separam o trabalho do estilista e as tendências do mercado. A moda começa a ser elaborada três ou mais anos antes de o vestuário chegar às araras das lojas. Uma operação chefiada por escritórios especializados em investigar os rumos do mercado, observando comportamentos políticos, econômicos, culturais e sociais, para enxergar neles a moda do futuro. “São os bureaux de estilo”, explica a consultora de moda Luciana Parisi, que conduziu a palestra “Tecidos, cores e padronagens”, no evento de moda do Senac.
Esses escritórios de moda estão localizados nas principais cidades do mundo. ” Os bureaux são responsáveis por pesquisar as tendências comportamentais dos consumidores em diversos países, captam dados sobre matérias-primas naturais, sintéticas e animais disponíveis na indústria e procuram transformar tudo isso em informações que ‘antecipam o futuro’ para os produtores de moda”, explicou Luciana. “Além da consultoria dada à indústria e aos criadores de moda, os escritórios também produzem os chamados cadernos de tendências, guias ilustrados que antecipam em até 18 meses as informações sobre tecidos, cores e formas das próximas estações.”
No Brasil, o caderno de tendências do Senac atende pelo nome Caderno de Temas e Produtos 29º Senac Moda Informação, dividido em temas para a moda feminina, masculina, infantil, praia e lingerie.
Segundo Renato Shibukawa, editor do Senac Moda Informação, as pesquisas apontaram que o verão 2008 terá seis grandes temas: Anos 80, Futurismo 60, Anos 70, Elegância retrô, Neo-romântico e Mãe natureza, que traz a moda para um clima ecologicamente correto. “ O cinza, que já estará forte no inverno 2007, surge na inspiração do futurismo dos anos 60, bem como laços, babados e florais, na inspiração neo-romântica”, aposta Shibukawa.
“O colorido vibrante também marca a estação”, complementa Luciana Parisi. “Ele vem de uma vontade de curtir, de se divertir, de voltar a ter confiança no mundo.” “ Mesmo com a onda futurística, que marcou presença em muitas coleções, o clima nostálgico, de revisitação às décadas passadas, continua dominando a cena, mostrando que a moda não cansa de se reinventar”.

O QUE VEM POR AÍ
As Panteras, Os embalos de sábado à noite, Barbarella, Flash Dance e outros ícones imprimem suas marcas no trabalho das confecções, dando o clima do que estará nas ruas até o final desse ano. Conheça os destaques da estação, segundo os especialistas do Senac:

ANOS 80
A década de 80 caracteriza-se por seu espírito transgressor, tendo como uma de suas marcas os looks experimentais, audaciosos e provocantes. Muita malha, overdose de brilho, plásticos, grandes volumes contrastando com formas justíssimas, tons vivos e ácidos, além de desenhos figurativos definem os pontos-chave deste tema. Michel Jackson, Madonna e o filme Flash Dance são seus ícones, juntamente com os tons flúor e neon.

FUTURISMO 60
O rock britânico e a cultura pop impõem seu estilo. A lua e a corrida espacial remetem à cor prata, nesse cenário saudosista que inspira o futurismo retrô dos dias de hoje. Sugere, também, uma evolução do homem atual para um futuro dependente de tecnologia. Inspirações mais recentes vêm de filmes como Guerra nas Estrelas, e Blade Runner. A magreza e ausência de curvas da modelo Twiggy tornam-se referências.

ANOS 70
O filme “Os embalos de sábado à noite” marca a estética dos anos 70, onde os clubes de Nova York são referência da vida noturna. Durante o dia, o look hippie causa furor em todo o mundo, na forma de vestidos longos, batas, pantalonas e muita estamparia. A música vive um grande momento com artistas como David Bowie, Abba e Bee Gees. Na televisão, As Panteras ditam as regras de estilo, com suas heroínas de cabelos ondulados que marcaram tendência por toda a década.

ELEGÂNCIA RETRÔ
O chique de tempos passados foi guia para muitas coleções neste verão. Os anos 20, 30, 40 e 50 são lembrados com peças de cintura alta, a androginia de Yves St. Laurent e musas como Marylin Monroe e Brigitte Bardot. Silhuetas alongadas e retas, num novo comprimento para vestidos e saias, sugerindo certa sobriedade rebelde.

NEO-ROMÂNTICO
O filme Marie Antoinette, de Sofia Coppola, inspira este tema. Vestidinhos brancos, adornados com detalhes artesanais de rendas ou crochê. Blusas e camisas românticas com laços e babados e florais completam a versão mais ingênua e sonhadora dessa história, juntamente com as cores açucaradas: azul, amarelo, verde e rosa, para um look total ou estampas de grande impacto.

MÃE NATUREZA
Cores quentes e solares das Savanas iluminam marrons, cáquis e beges, que também são base para uma moda de caráter utilitário. Predominam os tons bege e cáqui, peças utilitárias com muitos bolsos e calças com punhos. Estampas de bichos, como o leopardo, serpente, zebra e girafa. O aquecimento global, mudanças climáticas, preservação do meio ambiente. Cenários rurais inspiram uma moda meio camponesa, meio country, que lembram férias na fazenda e a saudável vida no campo.
TEXTO:

http://www.procor.com.br/procor/noticia11.htm

Nenhum comentário: